Entrevista Com O Sílvio Fortunato Da Empower Network

Razão De Ser Da Entrevista Com O Sílvio Fortunato

Vou dedicar 2015 a aprender tudo sobre marketing de rede. Hoje, vencer, ter sucesso, ter um emprego estável, depende mais da nossa capacidade de colaborar, partilhar, trabalhar em rede, aprender e ensinar do que da nossa competência para competir. Marketing de rede é uma ferramenta para as empresas, para os empreendedores e até para os trabalhadores por conta de outrem, dado a mobilidade atual do mercado de trabalho. Mas, não é o Euro Milhões.

Não tenho interesse pelo marketing de rede ao estilo Las Vegas, jogadores de jogos de fortuna e azar decidem o destino num jogo de roleta russa, onde entra $25 por mês e sai $1.000 por dia. Mas, o marketing de rede não é marketing de pirâmide, que é punido como crime no Brasil. Pessoalmente, o nome do tipo legal de crime, marketing de pirâmide, deve ter sido pensado por algum legislador que não entendia nada de marketing. É pavoroso. O que deve ser punido chama-se pirâmide financeira.

Na pirâmide financeira, há um investimento financeiro. O cliente deposita um valor em capital e espera um retorno colossal. Eu estou tão habituado a trabalhar muito para comprar as coisas que preciso, que jamais serei um cliente duma pirâmide financeira. Não quero escrever que não sou tão estúpido ou ganacioso quanto isso. Mas, prefiro apenas mencionar que tenho já experiência suficiente para identificar uma proposta demasiado vantajosa.

No caso do marketing de rede, há uma distribuição de produtos e serviços legítimos. Preferencialmente, com uma qualidade excepcional. Até porque são produtos ou serviços especiais. Numa distribuição, onde se pagam comissões multinível, a diferença entre o custo de produção e a valor perceptível para o consumidor deve ser suficiente para remunerar uma hierarquia de distribuidores. Os infoprodutos e os eventos de formação possuem essas caracteristicas, especialmente se a qualidade for excepcional.

Quando a qualidade dos produtos e serviços é nula ou residual, podemos questionar se é marketing de rede ou uma pirâmide financeira criativa.

O Sílvio Fortunato é um caso de sucesso do marketing de rede da Empower Network. Por isso, conhecer o marketing de rede inclui conversar com quem é agente (sujeito da ação) desse tipo de marketing.

O Sílvio Fortunato surpreendeu-me nesta entrevista. Antes, discordamos algumas vezes sobre o marketing agressivo da Empower Network. Do mesmo modo que outras pessoas podem discordar que uma empresa de alojamento web venda serviços de alojamento web com espaço ilimitado. Também eu preciso de justificar por vezes o marketing que eu próprio faço. Mas, confesso que encontrei uma pessoa sincera, frontal e inteligente. Não posso dizer que conheço o Sílvio por causa desta entrevista. E há um estilo Las Vegas que não é meu. Não dou a mesma importância à ideia de ficar rico. Não tenho toda essa ambição. Mesmo assim, destaco uma resposta do Sílvio. Quando temos dinheiro suficiente para tudo o que precisamos, deixamos de pensar tanto no dinheiro, porque deixa de ser uma preocupação. Verdade.

É possível ganhar muito dinheiro com o marketing de rede, como promete a Empower Network? Sim, é possível. Mas, apenas uma minoria consegue resultados extraordinários. As estatísticas publicadas pela própria Empower Network comprovam isso. É preciso capacidade para aprender e para ensinar, para comunicar e contar histórias, para criar amizades, para trabalhar muito, para investir dinheiro em publicidade ou trabalhar mais ainda em SEO e mídias sociais e a vontade de morrer a tentar. Mas, também penso que seria positivo usar o marketing de rede para vender outros produtos e serviços para além da fórmula mágica de ficar rico.

Entrevista Com O Sílvio Fortunato Da Empower Network

Sílvio, a diferença essencial entre marketing de rede e pirâmide financeira é a existência de produtos e serviços legítimos. Ora, no vosso caso, identifico 1 serviço e 1 tipo de produto:

  • um blog e respetivas ferramentas e hospedagem;
  • vários produtos de formação em marketing digital, empreendedorismo e desenvolvimento pessoal.

Sim podemos descrever a linha de produtos da empower desta forma, além disso dentro do backoffice dos Lazy Millionaires League temos mais ferramentas de apoio complementar como páginas de captura personalizadas, sequências de emails já escritas, formação complementar passo a passo, outras ferramentas desde analise de conversões, split test, etc.

Tudo no nosso backoffice dos lazy Millionaires está em 3 línguas, Inglês, Português e Espanhol.

Vocês ensinam os vossos afiliados a ensinarem os afiliados deles a esinarem os afiliados deles uma fórmula de ficar rico e está criado um círculo vicioso, onde o meu ponto de interrogação está na qualidade da formação em termos de marketing digital e empreendedorismo.

Nós ensinamos cada membro novo que entra a profissão de Internet Marketer, trabalhamos arduamente para proporcional o conhecimento, ambiente de apoio e ferramentas para que a pessoa possa concretizar esse objectivo, com esses conhecimentos cada membro pode promover os produtos e serviços dentro da Empower Network e nos Lazy Millionaires League, bem como promover qualquer outro produto ou serviço que quiser, por exemplo outros produtos de afiliados como até algum negócio tradicional que o membro já possua, pode ainda prestar serviços para terceiros como campanhas de publicidade, etc.

Há também a vertente de pessoas que compram os nossos produtos e/ou serviços somente como clientes não lhes interessando a vertente de vender algum dos produtos.

O facto de um membro poder usar este modelo de negócio e por sua vez ser como um Master Franchising e poder colocar outros franchisados no negócio acho uma vantagem em relação a qualquer outro modelo de negócio.

Se é um ciclo vicioso ou não, acho que não é tão ou mais vicioso do que uma pessoa fazer uma carreira dita “normal”, estudar, tirar um curso universitário, casar, endividar-se, passar a vida a trabalhar para pagar as dividas e a trabalhar para o sonho de outra pessoa, reforma-se e se já não tinha qualidade de vida agora passou a ter menos ainda.

Há tantos ciclos viciosos tão piores que este :)

Agora fora de ironias e percebo perfeitamente o que quer dizer, e concordo consigo em absoluto que seria realmente um ciclo vicioso se a intenção foce colocar pessoas comprarem os produtos somente para que ganhem dinheiro e os produtos fossem uma desculpa, mas não é realmente o facto, da nossa parte fazemos tudo o necessário para que a pessoa que entre ganhe verdadeiras competências que lhe permita exercer uma profissão real e verdadeira que hoje é uma das mais bem remuneradas do mundo se for feita como deve de ser.

Se a qualidade for elevada, mesmo que um cliente do vosso serviço não ganhe dinheiro, aprenderá competências que poderão ser úteis no mundo dos negócios ou até no mercado de trabalho.

Um problema que identifico é a vossa promessa “Ganhe $1.000 por dia depois de um plano de trabalho de 90 dias.”, que muitos subscritores interpretam literalmente. Eu entendo que é uma promessa igual à que consta de muitos livros. Por exemplo, “emagreça 10kgs em 4 semanas”. É marketing. O sucesso depende da capacidade do cliente do serviço de aprender marketing digital, de investir tempo e DINHEIRO na angariação de clientes e todos os os fatores que são determinantes para o sucesso de qualquer negócio.

Tenho a certeza que 99.9% dos vossos clientes não vão ganhar $1.000 por dia depois de estudarem e testarem as vossas ideias durante 90 dias. As vossas estatísticas apontam nesse sentido. Mas, só tenho acesso a essas estatísticas, porque vocês publicam essa informação. Reconheço um esforço da vossa parte para publicar essa informação estatística, mesmo que seja mera precaução jurídica.

Realmente é possível chegar a esses números ou mais ainda, temos obviamente variações no tempo, eu próprio demorei não 90 dias mas sim ao fim do quinto mês é que comecei a ter consistentemente dias acima de $1000.00 por dia, mas como em qualquer negócio há altos e baixos, a consistência dos resultados como sabe depende da consistência e da forma como cada um faz as coisas.

Estes valores e outros mais altos são perfeitamente possíveis e não é pelo facto de falarmos em valores elevados que somos mais ou menos credíveis ou estamos ou não a fazer as coisas mal feitas, as pessoas é que na mente delas podem pensar que é impossível.

Uma mensagem que não transmitimos é que tudo vai cair do céu sem fazer nada, ou que qualquer pessoa sem fazer nada vai conseguir, antes pelo contrario, levamos muito a serio os disclamers, em todos os emails, páginas de captura , páginas de vendas fazemos questão de colocar disclamers, aliás vamos mais longe ainda e publicamos os resultados que os membros estão a ter, estes valores são calculados diariamente e são verdadeiros, não conheço mais nenhum sistema do mundo que vá a este pormenor.

Sim obedecemos á jurisdição dos EUA que obriga a isso mas nós fazemos questão de sermos transparentes nisso.

Eis um exemplo de um dos Disclamers que costumamos usar :

“O senso comum dita que os resultados de todos irão variar uma vez que somos todos únicos e diferentes. Basicamente, requer trabalho árduo para obter um rendimento substancial neste negócio, e algumas pessoas não irão ganhar dinheiro algum. Os rendimentos de um afiliado do Empower Network serão 100% dependentes das suas habilidades, esforço, compromisso, capacidades de liderança e condições de mercado. O senso comum deve sugerir que na maioria das oportunidades iremos encontrar indivíduos excepcionais que tem um desempenho bem acima da média, enquanto outros desempenham abaixo da média. A Empower Network não garante qualquer nível de rendimento nem o teu sucesso. Para ver a nossa Declaração de Rendimentos Médios.”

Como em tudo na vida é preciso esforço e dedicação, depende da pessoa apreender o conhecimento e coloca-lo em prática, e nem todas as pessoas estão dispostas a isso e por isso só uma minuria tem sucesso, é assim em todas as actividades, é assim em todos os aspectos da vida, eu sou o tipo de pessoa que olha para um projecto e se sinto que é possível faço que tenho de fazer para ter sucesso e é por este tipo de atitude que tenho vencido na vida, logicamente tenho a minha boa dose de fracassos pelo caminho, alias ter sucesso não é mais do que vencer sucessivos fracassos.

Naquilo que fazemos alem das ferramentas e do conhecimento técnico temos muito desenvolvimento pessoal no nosso conteúdo pois acreditamos que para qualquer pessoa ter sucesso na vida o mindset é fundamental, a atitude como encaramos os projectos é fundamental, aliás crucial mesmo, acredito que sucesso é 90% atitude e 10% de trabalho árduo, sem a atitude correcta dificilmente alguém triunfará.

Por isso muitas pessoas entram em qualquer projecto e não tem sucesso, seja a Empower seja outra coisa qualquer.

Acredito no entanto que tudo aquilo que temos no nosso projecto capacita a pessoa a ter sucesso de forma mais rápida , mais substancial e mais interessante que outras formas de negócio, acredito que um bom profissional de Internet Marketing pode ter um elevado nível de vida , elevada qualidade de vida e sobretudo estar alinhado com as tendências desta nova economia em que vivemos.

Antes de perguntar sobre a Empower Network, gostaria de começar pelo Sílvio Fortunato.

Onde é que você nasceu? Onde cresceu? Como é que foi a sua infância? Que memórias guarda desses primeiros anos de vida?

A minha história e o meu percurso de vida está descrita no meu livro chamado “O Facilitador” , pode pedir o livro gratuitamente em pagando somente os portes e manuseamento, ou ir a FNAC , Bulhosa ou as Bertrand e comprar.

Nasci em Albergaria uma aldeia perto da Marinha Grande – Leira , tive uma infância feliz, típica de uma criança de uma família de classe media, os meus pais eram empregados fabris na industria vidreira , sempre vivi bem , sem luxos mas os meus pais sempre trabalharam muito para me proporcionar a mim e ao meu irmão o essencial.

O que estudou? Tem qualificações formais? Quando já era adolescente, tinha um projeto de carreira? Queria ser médico, engenheiro, bombeiro ou qualquer outra profissão?

Estudei até ao 11º ano, na área de desporto , achei que era a area que tinha menos disciplinas para estudar :)

Apesar de ser um aluno acima da média a escola nunca me motivou , lembro-me desde muito cedo desejar realmente ser livre, trabalhar para mim, ambicionava ser “rico” , numa me interessei pela profissão A ou a profissão B o que eu realmente queria desde miúdo era o resultado final.

Quando tive de decidir ir ou não para a universidade , a profissão de professor de educação física ou um emprego derivado de um curso universitário não me seduziu absolutamente nada, queria começar de imediato no mercado de trabalho e não queria investir 5 anos da minha vida para depois ter um emprego mal pago, queria ser empreendedor.

Estávamos no inicio do inicio da Informática, nem sequer havia Internet , (credo sou mesmo um cota :) ) , os meus pais tinham me comprado o primeiro ZX Spectrum , um monitor pequeno e um leitor de cassetes, para que pudesse carregar os jogos.

O meu raciocínio nessa altura foi (tinha 18 anos):

Qual a tendencia actual de negócio , o que poderei fazer que me posso dar mais rendimentos ?

Decidi que era a Informática e dentro da Informática a profissão de programador era a mais bem paga, então era isso que ia fazer, aprender a ser programador e com esses conhecimentos lançar o meu próprio negócio.

Nessa altura apareceram os primeiros cursos subsidiados pela comunidade europeia , concorri a um curso de informática , fiz esse curso , fui o aluno mais novo da minha turma, fiquei em segundo lugar e fui convidado logo para um lugar de programador numa empresa de Leira.

Fui programador durante 8,5 anos , aprendi a profissão , nessa altura ganhava-se muito dinheiro, quando deixei a carreira de programador ganhava 1500 euros na altura 300 contos por mês, era uma fortuna, aos 23 anos , estava casado com uma casa construída sem dever dinheiro a ninguém, os tempos eram outros.

Você não é um jovem de 20 anos. Já tem uma história profissional. Que experiência profissional é que você tem? Quais foram os pontos positivos e negativos dessa viagem pelo mundo dos negócios ou do mercado de trabalho?

No entretanto ainda programador tive contacto com a industria do Marketing de Rede, foi amor a primeira vista , aprendi muitos conceitos interessantes que hoje definem o estilo de vida que tenho, mas no inicio falhei miseravelmente na minha experiência de Marketing de Rede no entanto aprendi muitas lições valiosas.

Desisti temporariamente do marketing de rede, e com o desejo sempre na mente de ser empresário, de ter o meu negócio próprio, montei uma empresa de informática dedicada a restauração e hotelaria, foi das primeiras empresas em Portugal a automatizar os restaurantes com comandos de emissão via rádio, depois de 5 anos , percebi que não era a vida que queria levar, a vida corporativa é demasiado estressante, ir para o escritório resolver problemas todos os dias, lidar com dezenas de empregados era muito complicado, acabei por fechar essa empresa com 200.000 euros de dividas.

Voltei a industria de Marketing de Rede mas determinado a corrigir tudo aquilo que eu não gostava na industria e potenciar ainda mais o que gostava, a Internet já era uma realidade e comecei a jornada de casar o potencial do Marketing de Rede com o potencial do Internet Marketing.

Com vê a vida de empreendedor é feita de altos e baixos, mas tudo isso serviu para aprender, para me fortalecer, para saber o que realmente queria e não queria.

Você ganha muito dinheiro. Paga muitos impostos? Que emoção é que sente quando paga esses impostos? Que ideia é que tem sobre as funções do Estado?

Adoraria pagar 1000x mais impostos era sinal que ganhava 1000x mais do que ganho :)

No entanto vivemos num pais que temos de trabalhar meio ano só para o estado, e o problema maior não é esse, é a complexidade e burocracia que acompanha qualquer negócio estabelecido em Portugal, para um pequeno e médio empresário isso é o suficiente para ter a sua vida tremendamente dificultada.

Se a burocracia é complicada para qualquer negócio ela torna-se extremamente complexa para os negócio digitais onde se vende para todo o mundo mas fica especialmente complexo quando se paga comissões em todo o mundo, é uma tremenda dor de cabeça, a própria legislação portuguesa, contabilistas ficam completamente a nadar quando se trata se nos aconselhar a gerir o nosso negócio como deve ser, acabei por ter os meus negócios todos baseados numa empresa nos Estados Unidos.

Os estados unidos não são bons exemplos em muitas coisas mas no apoio ao empreendedorismo e simplificação dos procedimentos Portugal tem muito a aprender com eles, acredito firmemente que o caminho para a solução da crise passa pelo empreendedorismo do nosso povo, temos pessoas muito capazes em Portugal, pessoas com uma verdadeira veia empreendedora mas a forma como as instituições e o estado os tratam não torna o seu trabalho absolutamente nada fácil.

Há países onde a desigualdade entre riscos e pobres é menor e a paz social é maior e países onde essa desigualdade é muito grande e existe uma correlação entre esssa pobreza e a mortalidade infantil, o acesso a serviços de saúde, roubos com violência, raptos e homicídios. Quais são as suas soluções para acabar com a pobreza e com essa distribuição muito diferenciada dos rendimentos?

Acredito que a livre iniciativa e a criação de condições para que essa livre iniciativa se manifeste pode ajudar a que muitas pessoas possam melhorar as suas condições de vida, o problema de muitos países é que quem detém o poder faz tudo para que isso não aconteça porque iriam perder esse poder e controle sobre as pessoas, a ganância e o pensarem no seu próprio humbigo em detrimento das condições de vida das pessoas é uma das coisas que mais me incomoda.

Não tenho o poder de mudar o mundo, mas tenho o poder de ajudar as pessoas , uma de cada vez a mudarem o seu através de lhes dar competências, conhecimento e ferramentas para que elas possam mudar a sua situação.

O que transmito é EXACTAMENTE aquilo que faço diariamente e que me levou a mudar o meu mundo.

Por outro lado para alem de ser o fundador do Movimento dos Lazy Millionaires League, sou também um dos fundadores do grupo de Ação Social dentro dos Lazys, e temos feito ações humanitárias um pouco por todo o mundo que me deixam muito orgulhoso , o dar de volta é a melhor sensação de todas , pode ver aqui alguns dos projectos que temos liderado.

Por vezes antes de ensinar a pescar temos mesmo de dar o peixe primeiro, tenho feito a minha parte, é uma gota no oceano, mas se todos contribuirmos com a nossa gota o oceano nunca mais vai ser o mesmo.

De que forma é que ter mais dinheiro pode contribuir para o seu desenvolvimento como pessoa? Hoje, você é uma pessoa melhor do que era antes de ter sucesso?

Acho que o dinheiro só aumenta aquilo que você já é, se for uma pessoa “boa” torna-o ainda melhor, se for uma pessoa “má” torna-o ainda pior.

O dinheiro é só uma energia, não é bom nem mau, criou-se o mito que o pobre é honrado e o rico malvado, muitas pessoas tem conceitos incutidos ao longo de gerações que os faz ter uma má relação com o dinheiro, que o dinheiro é algo mau ou corrupto.

No meu caso o dinheiro veio-me dar a calma e tranquilidade que precisava na minha vida, lembro-me que numa determinada fase da minha vida tive uma semana que estava super estranho, não sabia o que era, mas sentia que alguma coisa não batia bem, tinha uma sensação estranha e não sabia o que era.

E depois percebi o que era, tinha passado toda a minha vida de adulto a ocupar 90% do meu cérebro constantemente com assuntos relacionados com dinheiro, naquela semana percebi que deixei de pensar em dinheiro , que os meus problemas relacionados com dinheiro estavam resolvidos, tinha pago tudo o que devia, tinha os meus bem materiais pagos na integra, a única prestação que tinha era da casa, e a sensação de não me preocupar com dinheiro era nova para mim, percebi que agora tinha de ocupar esses 90% com outro tipo de actividades, é ai que o nosso cérebro fica disponível para poder dar de volta.

Muitas pessoas querem ajudar os outros antes de se ajudarem a si.

Eu conheço pessoas pobres e felizes. Você é feliz? Na sua perspetiva de vida, ter muito dinheiro é um requisito para ser feliz? O que é a felicidade? Qual foi o momento mais feliz da sua vida? E o mais infeliz?

A felicidade não tem a ver com dinheiro mas sem sombras de duvidas que ter dinheiro ajuda e muito, considero realmente que o mais importante é termos a coragem de correr atrás da nossa felicidade , se formos felizes podemos tornar os outros a nossa volta felizes também, por isso acho que primeiro temos de nos concentrar em viver a nossa vida em função da nossa felicidade primeiro e não em função dos outros, só assim podemos tornar os outros á nossa volta felizes.

Considero-me uma pessoa feliz, para mim a felicidade é ver a minha família bem, é poder proporcionar bem estar á minha família e ás pessoas que me rodeiam, é conquistar as metas a que me proponho pois isso faz-me sentir realizado , é ver as pessoas que acreditaram em mim e em nelas próprias e vê-las a mudarem a vida delas.

Faz-me feliz que outras pessoas coloquem o meu nome na histórias delas e saber que fiz a minha pequena parte para as ajudar.

Você acredita em Deus? Que ideia é que tem sobre Deus? E sobre a religião? Como é que você olha para uma pessoa como o Papa Francisco?

Acredito que há uma força maior que nós, que é uma força boa e que está presente para me ajudar, uns chamam a essa força Deus, outros chamam de universo.

Gosto da religião que junta pessoas para fazerem coisas boas pelos outros, toda a outra religião que condiciona as pessoas , que as usa e que em nome de Deus se fazem as coisas mais barbaras não gosto.

Acho que Igreja católica e o papa francisco como motor do bem e de organizar tarefas humanitárias tem todo o meu apoio , tirando isso não gosto da igreja que os homens organizam, tem demasiadas coisas próprias dos homens e não próprias de Deus ou dessa força do Universo.

Sílvio, um cliente que leia o material que vocês oferecem na subscrição de $25 mensais, mesmo que não ganhe dinheiro a revender os vossos produtos, o que é que aprende e de que modo é que essa aprendizagem pode torná-lo mais competente como empreendedor ou até como candidato a uma vaga no mercado de emprego?

O nosso sistema é muito mais do que o Blog Viral de $25 , não acredito que alguém que invista apenas $25 na compra de um sistema de blogs esteja preparada para ter uma verdadeira profissão, com a compra do Blog oferecemos muita formação para que a pessoa possam começar, mas para quem realmente queira ser verdadeiramente um profissional na industria do Internet Marketing tem de investir muito mais no seu conhecimento.

A compra do sistema de blogs deve ser encarada como a porta de entrada para um mundo novo, para uma plataforma , para uma comunidade que pode realmente ajudar qualquer pessoa munida de vontade , determinação e desejo possa realmente mudar a sua vida.

Você aceita que aquele cliente que desiste e sente que não recebeu nada em troca estava focado na promessa de ganhar dinheiro, mas não estava comprometido com a ideia de aprender marketing digital e de aplicar esse conhecimento? Trata-se de alguém que olha para o vosso produto como um produto financeiro, onde ele investe dinheiro e espera ter um retorno imediato e sem qualquer trabalho. Acha que o vosso marketing demasiado ambicioso tem alguma responsabilidade na criação dessa ilusão ou será uma questão cultural, um sonho pouco realista de enriquecimento rápido e instântaneo?

Não considero que o nosso marketing provoque essa ideia nas pessoas, as pessoas é que acreditam que há uma solução mágica que sem fazerem nada vão ficar ricos, e tiram ilações que não estão implícitas na nossa publicidade ou no nosso conteúdo, não é pelo facto de dizermos que temos um método de trabalho que permite aprender como ganhar $1,000.00 por dia num plano de 90 dias , não estamos a dizer em absoluto que isso é feito de olhos fechados e sem fazerem nada.

Esse é só um dos muitos títulos publicitários que temos, lembre-se nos somos marketers.

O nosso produto não tem em absoluto o objectivo nem pode ser visto como um produto financeiro, como disse no inicio, a nossa plataforma como um todo ensina a pessoa a ter uma profissão.

Pelo facto de alguma da nossa publicidade ser considerada demasiada ambiciosa (eu não acho que ganhar $1000.00 por dia com Internet Marketing é demasiado ambicioso) , para ter uma ideia este ano o meu objectivo é ganhar mais de um milhão de dólares , por isso acho que $1000 não seja ambicioso para mim. mas pelo facto de algumas pessoas acharem demasiado ambicioso não está dito que é fácil, ninguém está a dizer que vai cair do céu , ninguém está a dizer que ela vai fazer isso não investindo , tempo esforço e até dinheiro.

Algumas pessoas ao lerem uma publicidade dessas tiram essas conclusões, mas foram elas não fomos nós , até porque normalmente junto a essa publicidade ou a essas afirmações estão normalmente os devidos disclamers como o que coloquei no inicio desta entrevista.

A ideia de Lazy Millionaire sugere que o cliente não precisa de trabalhar muito para ganhar dinheiro. Você aceita a crítica de que vocês nao incluem no vosso marketing essa ideia que é preciso trabalhar muito? Estou certo que prejudicaria a vossa taxa de conversão. É possível ganhar dinheiro sem trabalhar muito? Eu acho que você trabalha muito. E acredito que os clientes que tiveram sucesso também trabalham muito.

Lazy Millionaires League é um nome provocativo , lazy não é no sentido da pessoa ser preguiçosa ou da pessoa não fazer nada, lazy tem a ver com poder ter um negócio o mais automatizado possível por forma que possamos ter uma vida ao mesmo tempo que temos um negócio, a minha qualidade de vida hoje nada tem a ver com a que eu tinha quanto tinha a minha empresa de informática.

Vou dar-lhe um exemplo, este fim de semana passei-a em Londres num Mastermind , estive a investir no meu próprio conhecimento, em todo o fim de semana penso que enviei um email a minha lista , e fiz um ou dois posts no facebook, hoje fui ver e tinha ganho cerca de $5000.00 no fim de semana , isso nunca seria muito difícil na maioria dos empregos ou negócios tradicionais, mas isso não se deveu ao email que mandei , deve-se a tudo o que eu fiz para poder automatizar o meu negócio ao longo do tempo.

O trabalhar muito ou pouco é muito relativo, se me perguntar se eu trabalho claro que trabalho, se me perguntar se trabalho menos do que trabalhava quando tinha a minha empresa de informática, digo-lhe não só trabalho menos mas sobretudo trabalho de forma mais inteligente, trabalho com métodos que automatizam e potenciam o meu trabalho.

Á medida que automatizamos o nosso negócio ele aumenta e pode realmente nos dar qualidade de vida que outros negócios não nos conseguem dar, com isto eu não estou a dizer que é preciso trabalhar, nem nós transmitimos isso, as pessoas tiram conclusões por elas próprias e acham que somos nós que as proferimos.

Não acho que dizer que não é preciso trabalhar que aumenta a nossa taxa de conversão , aliás acho precisamente o contrario.

Se estudar toda a minha comunicação nunca me vai ver a dizer que não é preciso trabalhar.

Eu trabalho muito para ter o sucesso que tenho, por outro lado adoro o que faço e considero que não trabalho um único dia na vida, dedico sim bastantes horas por dia ao meu negócio.

No marketing de rede, um cliente precisa de investir dinheiro em publicidade para ganhar dinheiro? Não consigo imaginar uma situação onde não seja necessário, excepto se a vossa formação for excepcional. Mas, nesse caso, as vossas estatísticas sobre os vossos clientes que ganharam mesmo dinheiro seriam mais positivas. Não são.

Ensinamos muitas técnicas de publicidade sem investimento, como por exemplo blogar, no entanto não ha nada grátis , pois essas técnicas no mínimo custam tempo.

Investir é um bicho papão para muita gente, eu próprio invisto bastante em publicidade , quem quer fazer o seu negócio acontecer de forma mais rápida deve investir em publicidade, não acredito nos negócios que dizem que sem as pessoas investirem nada vão ficar ricas.

Nós ensinamos as pessoas técnicas gratuitas de publicidade e ensinamos as pessoas a fazerem publicidade paga, testando pequeno, encontrando as publicidades ganhadoras e nessa altura escalar essa publicidade.

Investir 10 , gerar 12 , reinvestir os 12 para ganhar 15 e assim sucessivamente é assim que se escala um negócio de internet marketing e é assim que se conseguem resultados significativos.

Nem todas as pessoas querem investir em publicidade , nem todas as pessoas andam a mesma velocidade , cada um adapta um plano de trabalho que quer, é lógico que com isso umas pessoas andam mais depressa outras mais devagar , outras nem fazem nada.

Quando se sabe o que se está a fazer investir em publicidade é sem duvida nenhuma na minha opinião um dos melhores caminhos.

Qual o poder de contar histórias? É um requisito para comunicar com outras pessoas? Faz parte do núcleo de competências do animal social?

A melhor forma de marketing é conta histórias, não é histórias da carochinha ou inventar histórias, é usar a nossa história pessoal de preferência e basear o nosso marketing em histórias pessoais.

Sílvio, o que é o marketing de rede?

Marketing de Rede para mim é a capacidade de um grupo de pessoas cooperarem entre si, entre ajudando-se comercializando produtos e serviços que o mercado quer e precisa.

Você publicou um livro, O Facilitador. Você imagina ser esse facilitador? Qual é o seu papel na gestão dos seus afiliados?

Eu não só me imagino a ser esse facilitador como sou esse facilitador.

Não chamaria gestão , o meu papel é passar a minha visão , criar uma visão maior que eu para o movimento e ajudar a proporcionar as condições para que este movimento cresça cada vez mais , este é um movimento que há muito tempo me transcende , é impagável e depende cada vez menos de mim, este movimento é uma fabrica de liderança, lideres não se gerem , o que faço é inspirar todos os lideres com a minha visão

Como é que o marketing de rede pode ser aplicado à venda dum produto tradicional? Um dono duma loja online pode aprender com o marketing de rede? Ou o marketing de rede só funciona com um produto muito específico? E como é que você caracteriza esse produto ideal para o marketing de rede?

Conheço empresas de marketing de rede que comercializam praticamente todo o tipo de produtos e serviços.

A noção de marketing de rede pode ser muito lata, um sistema de afiliados de dois níveis pode ser considerado marketing de rede.

Colocar uma operação de marketing de rede é muito complexa , nem todos os negócios estão preparados para terem sucesso comercializando os seus produtos no canal de marketing de rede, alias em alguns negócios isso iria complicar mais do que ajudar.

Se eu fosse dono de uma loja online definitivamente encararia a hipotese de ter um sistema de afiliados na loja que premiaria os clientes e/ou divulgadores que ajudassem a trazer mais vendas a loja.

A Amazon foi a primeira a fazer isso , e tenho a certeza que grande parte do seu sucesso se deve a ter colocado um sistema de afiliados na plataforma.

Há muitos tipos de empresas de marketing de rede.

Pessoalmente hoje não estou ligado a nenhuma empresa de marketing de rede (pelo como divulgador activo) com produtos físicos, prefiro de longe trabalhar com produtos digitais, isso daria outro longo post.

Você viajou para Londres para encontrar-se com os seus mentores. Li o seu email sobre essa viagem e quase parecia a descrição dum peregrino da sua viagem ao Santuário de Fátima. Quanto é que pagou pelo curso? Em termos muito gerais, o que é que aprendeu? E gostou de Londres?

Não me encontrei com os meus mentores, encontrei-me com um dos meus mentores.

Gostei da sua descrição :) , nunca tal me passaria pela cabeça mas sabemos que a nossa escrita pode suscitar as mais diversas reações , Já viajei varias vezes para Londres, gosto da cidade, mas não é das minhas preferidas, não ha nada que chega ao nosso rico solinho.

Este é um Mastermind de um ano, com 3 a 4 encontros presenciais durante esse ano, este foi o primeiro encontro , este mastermind tem um investimento de mais de $20.000.00

O meu objectivo com este mastermind é compreender o modelo de negócio de uma pessoa que tem 26 anos e ganha $300.000.00 por mês, não só compreender o seu modelo de negócio bem como ter acesso á sua rede de conhecimentos.

Nesta formação identifiquei 15 ações que tenho de fazer de imediato para levar o meu negócio para outro nível.

Neste Mastermind fico a saber exactamente as coisas que essa pessoa fez quando estava no meu patamar e que o levou a ter os resultados que tem hoje.

Se queremos mudar a nossa vida temos de aprender com quem tem resultados, para a nossa vida mudar nós temos de mudar primeiro e mudamos com os livros que lemos e com as pessoas que nos rodeamos.

Talvez em breve farei alguns webinários dando mais pormenores acerca de algumas das coisas que lá aprendi.

Qual a vantagem de ter um blog na Empower Network? Posso escrever 1000 artigos nessse blog com links para outros sites? Posso vender outros produtos e serviços, que não são da Empower Network? E pago alguma coisa adicional por vender esses produtos ou serviços? Ou só posso usar o blog para promover os produtos e serviços da Empower Network?

O conteúdo do seu blog é da sua inteira responsabilidade, pode escrever e promover o que entender, pode promover o seu negocio da empower ou o que quiser.

Com o mesmo valor pode ainda ter vários blogs , pode usar blogs diferentes para nichos de mercado diferentes por exemplo.

Não tem limite o numero de post que pode colocar, cada post pode colocar os links que quiser e o conteúdo que quiser.

Uma das vantagens de ter um blog na empower é que não precisa de ter qualquer conhecimento técnico , ao comprar o seu blog fica automaticamente instalado, no entanto pode fazer configurações como escolher o template, plugins, widjects , etc.

Lembre-se o Blog é somente a ponta o iceberg e somente um dos nossos produtos.

Blogando num subdominio (opcional) pode ainda beneficiar da autoridade desse site , temos vários domínios onde pode escolher um subdomínio e blogar , pode ainda em simultâneo ter domínios próprios seus.

Para mim a principal vantagem é poder produzir conteúdo e ter um verdadeiro funil de marketing poderoso que consegue produzir rendimentos acima da média, a maioria das pessoas que blogam vão promovendo produtos de afiliados de terceiros com percentagens baixas e valores pequenos, completamente avulsos, sem um principio meio e fim e com valores suficientemente altos para poder rentabilizar os investimentos em publicidade e não só cobrir os custos como dar excelentes rendimentos.

Há pessoas que ganharam dinheiro com a sua ajuda. Presumo que esse facto tenha mudado a vida dessas pessoas. Que emoção é que isso causa em você? Sente-se realizado com esse facto? No vosso marketing, você tem um interesse próprio no sucesso dos seus afiliados? O que é que sente quando percebe que um afiliado só quer mesmo o dinheiro e não faz um esforço para colocar em prática as vossas ideias?

Para mim os resultados das pessoas que são apoiadas e mentoras por mim são o maior incentivo ao meu trabalho, ver as pessoas a terem resultados financeiros , a desenvolverem-se como pessoas, a ultrapassar as suas limitações e medos, a realizarem sonhos super importantes para eles é por isso que trabalho todos os dias.

Quando organizo eventos e vejo as pessoas no palco a falar e notar o desenvolvimento que estão a ter é algo mágico e muito difícil de explicar é uma sensação única e indescritível.

Querer só o dinheiro e não colocar nada em prática não existe, ninguém ganha dinheiro se não colocar em prática aquilo que ensinamos, não é pelo facto de alguém comprar um produto nosso que vai ganhar dinheiro.

Há sempre pessoas a desistirem de algo que começaram , entristece-me ver pessoas que ou não fazem nenhum esforço ou que fazem e estão quase a conseguir e desistem , o que faço é deixar sempre a porta aberta e deixar claro que podem voltar a tentar sempre que quiserem.

Quando não há saída do círculo vicioso que mencionei, você ensina outros a ensinarem terceiros a ensinarem outros terceiros e assim até ao fim do mundo, mesmo não sendo uma pirâmide financeira, é uma pirâmide. Que valor é que a Empower Network adiciona à economia? Qual o papel social da Empower Network?

Penso que já expliquei isso acima, e acho que deixei claro o nosso papel na industria, tenho muito orgulho de ser um dos pioneiros em lingua Portuguesa a apoiar , incentivar, ajudar a criar uma verdadeira comunidade de Internet Marketers em Lingua Portuguesa, quando nem se ouvia falar de Internet Marketing na nossa lingua.

O meu trabalho fala por mim, reduzir esse trabalho a uma pirâmide só pode acontecer por desconhecimento do que realmente fazemos, e lembra-me que todos os dias temos de melhorar o nosso trabalho em passar correctamente a mensagem, quero agradecer a sua entrevista pois é mais uma oportunidade de o fazer.

Já agora quero parabenizar o Rui Soares pelo seu trabalho de divulgação da profissão de internet Marketer e ser um dos agentes em Portugal que trabalha arduamente para dignificar a nossa profissão.

Estarei ao seu dispor para algum esclarecimento adicional, deixo mais alguma informação acerca do nosso projecto.

Be Sociable, Share!

Participa! Comenta...