webmaster

Submissão A Diretórios – Dicas Matt Cutts

Olá, Somos criadores de conteúdo apaixonados por web design, programação, criação de websites e tecnologias digitais. O nosso website está online! Explore a nova versão beta, onde terá acesso a novos recursos e melhorias. A sua experiência e feedback são muito importantes para nós! Novos artigos, todas as semanas! Fique atento.
Artigos SEO

Artigos SEO

Search Engine Optimization

Artigos WordPress

Criação de websites.

Tutoriais

Ensino numa série de passos simples

Submissão A Diretórios – Dicas Matt Cutts

Esta matéria não é notícia em 2010. Mas, ainda existe uma oferta massiva, continuada e insistente de serviços de submissão a Diretórios. E há webmasters que ficam impressionadas com a ideia de submeterem o website a 500 diretórios. Ou a 1000 diretórios. Ou até a 10000 diretórios. São números que deixam o webmaster menos atento e convencido que vai ser o Rei do Google.

Mas, será que vale o preço? E o esforço, para quem tem que confirmar manualmente as submissões, na sua caixa de correio?

Vamos ver e ouvir o Matt Cutts e depois analisar em pormenor esta questão.

Alteração Das Directrizes Para Webmasters

O Google, antes de Outubro de 2008, recomendava a submissão do site a diretórios gerais e a diretórios de nicho. E sugeria como exemplos o Open Directory Project e o Yahoo.

dmoz

Esta recomendação fazia parte das Directrizes Para Webmasters do Google:

Submit your site to relevant directories such as the Open Directory Project and Yahoo!, as well as to other industry-specific expert sites.

Mas, o Google removeu esta recomendação no início de Outubro de 2008.

O contexto desta alteração é fácil de perceber. Havia um mercado activo de compra e venda de links, para manipular o posicionamento dos sites nos resultados orgânicos do Google. O Google lançou uma ofensiva mediática contra a compra de links, para proteger a lógica editorial dos links: um link deve ser concedido por ser relevante e útil para os visitantes e leitores do site que criar esse link e não porque alguém pagou o link.

Alguns meses antes, os Diretórios começaram a nascer como cogumelos. Parecia um bom negócio. Os webmasters pagavam para adicionar os sites aos Diretórios. Recebiam em troca 1 ou mais links. No fundo, tratava-se dum modelo de venda de links. Os Diretórios criados para vender links eram link farms.

No âmbito da campanha mediática, liderada pelo Matt Cutts, para educar os webmasters sobre a compra e venda de links, dezenas de Diretórios muito conhecidos, que obedeciam a esta lógica de venda de links, foram penalizados e nem sequer apareciam nos resultados orgânicos do Google para a pesquisa do nome do Diretório.

Valor SEO Da Submissão A Diretórios

A submissão automática a um número elevado de diretórios não compensa o preço pago e o trabalho necessário para confirmar todas essas submissões, na conta de email usada para o efeito.

Num projeto sério, pode ser prejudicial. Qualquer ganho automático de links poderá ligar um alarme no Google em relação ao seu site. Quando maior o número de links, menor o espaço de tempo em que ocorreu o ganho de links e uniforme o perfil desses links (Diretório, Diretório, Diretório), aumenta a probabilidade do site ficar sobre suspeita de usar técnicas de SEO que violam as directrizes do Google.

Penso que o simples facto do site ser submetido automaticamente a 500, 1000 ou até 10000 Diretórios não é suficiente para que seja penalizado. Vale aqui aquela ideia muitas vezes repetida pelo Google e pelo Matt Cutts de que um concorrente seu não pode prejudicar o seu site. Se a mera submissão do seu site a 1000 Diretórios resultasse numa penalização, qualquer concorrente poderia sabotar o seu site desse modo. O algoritmo do Google não é assim tão simples.

Um incidente de submissão a 10000 Diretórios, num perfil natural e diversificado de links, não terá consequências relevantes. Mas, se somarmos n incidentes, num perfil artificial de links, o seu site pode ser penalizado.

A informação estatística recolhida será mais importante para, em conjugação com n situações iguais à do seu website, desvalorizar os links de determinados Diretórios. E, como você vai submeter o seu site aos mesmos Diretórios que algumas centenas ou milhares de webmasters já submeteram, o mais provável é que você esteja a submeter a Diretórios cujos links valem zero em termos de SEO, porque já foram desvalorizados pelo Google.

Ainda há Diretórios que são muito valorizados pelo Google. Publicamos uma lista de Diretórios do Tipo Páginas Amarelas, que são muito importante para obter um bom posicionamento dos resultados locais do Google:

Como saber se um determinado Diretório traz vantagens em termos de SEO?

Como Avaliar Um Diretório?

O próprio Matt Cutts escreveu o que pensava sobre esta questão:

Hey, as long as we’re talking about directories, can you talk about the role of directories, some of whom charge for a reviewer to evaluate them?
A: I’ll try to give a few rules of thumb to think about when looking at a directory. When considering submitting to a directory, I’d ask questions like:
– Does the directory reject urls? If every url passes a review, the directory gets closer to just a list of links or a free-for-all link site.
– What is the quality of urls in the directory? Suppose a site rejects 25% of submissions, but the urls that are accepted/listed are still quite low-quality or spammy. That doesn’t speak well to the quality of the directory.
– If there is a fee, what’s the purpose of the fee? For a high-quality directory, the fee is primarily for the time/effort for someone to do a genuine evaluation of a url or site.

Sucintamente, os Diretórios que continuam a ser valorizados pelo Google são aqueles Diretórios que existem para os respectivos visitantes e que usam critérios editoriais exigentes na indexação de sites.

Algumas dicas para procurar Diretórios de qualidade:

  • Procure Diretórios de Nicho. Se você é um médico, procure Diretórios de Médicos ou de Saúde.
  • Dê preferência a diretórios de nicho integrados em sites com boa reputação e autoridade no Google. São sites que você encontra com frequência nos resultados orgânicos do Google, quando pesquisa um assunto na área temática do site e que oferecem o diretório aos seus visitantes como um valor adicional para que encontrem sites de qualidade nesse nicho.
  • Consulte o Diretório e avalie a qualidade dos sites indexados. Evite Diretórios que aceitam sites de má qualidade ou de reputação duvidosa. Em relação a alguns dos sites indexados, veja quem é que linka para esses sites indexados e para que sites é que esses sites indexados linkam.
  • Evite qualquer Diretório que faça publicidade para webmasters. Trata-se dum link farm.
  • Se no Diretório aparecer mensagens a valorizar o valor SEO da inclusão do seu site no Diretório, fuja rapidamente… Trata-se dum link farm.
  • Veja quem é que linka para o Diretório. São sites autoritários e com boa reputação? Ou o perfil não parece natural?
  • Verifique o Anchor Text da listagem de sites no Diretório. Se estão optimizados em termos de SEO na perspectiva do webmaster do site indexado, é um mau sinal… Significa que o Diretório aceita o título e a descrição das submissões tal como são submetidos. Um bom Diretório não usa a informação submetida pelos webmasters, nomeadamente o título e a descrição. Faça copy dum parágrafo duma descrição dum dos sites indexados e pesquisa esse parágrafo no Google. O site foi aceite noutros Diretórios com o mesmo texto, a mesma descrição? Eu não adicionava o meu site a esse Diretório…
  • Se o Diretório pedir um link recíproco, fique desconfiado em relação ao valor desse Diretório.
  • O Diretório ideal para você indexar o seu site é um Diretório de nicho, integrado num site autoritário, que não tem qualquer forma de você submeter o seu site. Nesse caso, a única forma de você conseguir indexar o seu site é trabalhar na qualidade do seu site e tentar relacionar-se nas redes sociais com os editores desse Diretório, de modo que ele conheçam o seu site.
  • Nesse aspecto, recordo um Tweet do Pedro Dias, que trabalha no Google. Não me lembro das palavras exactas, mas o sentido era que o valor dum link era proporcional à dificuldade para obtê-lo. Um link fácil de obter, tem um valor SEO baixo. Um link difícil de obter, tem um valor SEO alto.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)

Deixe o seu comentário, participe!

13 Responses

  1. Concordo com a maioria das recomendações, embora ache que algumas não são assim tão lineares, como é o caso das link farms.
    Normalmente é visível que as links farms apenas servem para "alojar" links e publicidade, o que não invalida que alguns directórios de sites tenham publicidade para webmasters. (Afinal, faz todo o sentido pois é o seu target!)
    Também no caso do anchor text, a minha experiência não tem revelado qualquer inconveniente no que respeita aos directórios utilizarem a informação que eu submeto sobre os meus sites.

    De qualquer forma, na minha opinião, a submissão de sites a directórios é uma tarefa que deve ser mais dirigida para a criação de backlinks (mesmo sendo nofollow) e (eventualmente) geração de tráfego em directórios que se reconheça que têm um trabalho "humano", o que pode ser mais difícil de identificar para o utilizador menos conhecedor.

    No entanto, concordo perfeitamente com a ideia de que, esse serviços automáticos são de facto prejudiciais para quem os utiliza, assim como serviços que publicitam a submissão de sites a 1000 directórios em 5 minutos.
    A submissão de sites a directórios, como qualquer outra técnica de SEO, deve reflectir um processo de evolução natural e gradual. Se for uma tarefa realizada por alguém qualificado e que saiba, de facto, o que está a fazer, nesse caso é benéfico para o site em questão.

    Parabéns pelo excelente artigo!

    1. Olá João! Obrigado pelo seu comentário. Não existem critérios absolutos. As regras admitem excepções. Vamos imaginar que sou dono dum Diretório e que criei o Diretório para os respectivos visitantes. Vou querer que o título de cada listagem seja o melhor título para os visitantes do Diretório, de modo que identifiquem claramente cada listagem. O que implica provavelmente incluir o nome da empresa ou marca que explora o site, para além da actividade ou tema do site. Ora, o melhor título para os visitantes do Diretório pode não ser o melhor título para o webmaster que submeteu o site. Até porque esse webmaster pode estar hoje a trabalhar uma palavra chave e amanhã a trabalhar outra palavra chave diferente. Na situação imaginário de editor dum Diretório, também vou querer uma determinada qualidade na escrita das descrições que provavelmente não é compatível com a aceitação das descrições tal como são submetidas pelos webmasters. Portanto, parece-me que os Diretórios que aceitam os títulos e descrições submetidos pelos webmasters são minimalistas em termos editoriais. E a regra é que quanto menor for a intervenção editorial, pior será a qualidade do Diretório. Em relação à publicidade para webmasters, depende do contexto do anúncio. Se for o tráfego, perfeito. Se for o SEO, a lógica é a venda de links. Acho que a sua ideia de evolução natural reflecte o estado actual do SEO… Concordo em absoluto. Um Abraço Rui Soares

  2. Obrigada pelo seu artigo, ainda é muito válido, pois de acordo com a última atualização do Panda agora em junho de 2012, o número de links internos ainda é um diferencial. O problema é que ninguem sabe como.
    Obrigada e valew pelas suas dicas.

    Abraço

    Selva

  3. Muito bom! Sintetiza muito bem os prós e contras na submissão de links em directórios.

  4. Eu precisava dessas dicas,porque sempre acreditei demasiadamente nas submissão de sites. Obrigado pelas dicas.

  5. Como disseram os colegas, nenhuma regra é absoluta, e chega a ficar quase impossível acreditar que grande parte do trabalho é feita por algorítimos, já que a listagem e classificação se dá de forma tão particular que mais parece que o Google faz um trabalho artesanal. Resumindo, eles são os caras, não se deve tentar burlar, conteúdo de qualidade uma divulgação sadia e backlinks naturais são o melhor caminho, mesmo que demore algum tempo!

  6. Estou começando agora em SEO, o nicho da minha empresa é totalmente diferente, porém vi a importância do SEO para minha empresa e estou tentando me atualizar sobre isso. Ótimo artigo e obrigado pelas dicas.

Leave a Reply to Marketocracia Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Versão Beta

Estamos a mudar

Olá, Somos criadores de conteúdo apaixonados por web design, programação, criação de websites e tecnologias digitais. Ajudamos os nossos clientes a levar o conteúdo certo às pessoas certas, criando artigos e recursos que facilitam a criação e otimização de websites.

Artigos Populares

Guia Prático Sobre Segurança Do Joomla

Dicas para diminuir substancialmente o número de vetores de ataque ao Joomla! Proteja o seu trabalho!

Os Segredos Do Sucesso Na Internet

A responsabilidade. O querer. O erro e a experimentação. O social. A memória da internet. Ser quem você é.

38 Ideias Espetaculares Para Sites De Empresas

Encontre inspiração nestes 45 exemplos de sites de empresas para criar o site da sua empresa.